Header Ads

Pecados Antigos, Longas Sombras


Esse intrigante suspense espanhol ecoa o singular filme coreano Memórias de um Assassino em que o espectador não sabe muito bem como o crime será resolvido. Se é que vai ser resolvido, o espectador fica se perguntando. Ambientado na Espanha pós ditadura de Franco, dois policiais vão para uma região no interior do país para solucionar um caso de desaparecimento que vai ampliando até uma série de assassinatos.

O que diferencia essa belíssimo filme dos inúmeros rivais do gênero é o modo como a direção de Alberto Rodriguez casa o exuberante trabalho de fotografia, o roteiro intrincado e as diferenças de personalidade da dupla de policiais que investiga o caso. O primeiro é um policial moderno, contra o antigo regime, e que busca na retidão a trilha para seu trabalho e vida. O outro é quase o contrário. Fica nítido que ambos não formam uma dupla, apenas estão ali juntos para resolver o caso e que a cada passo torna-se maior, mais complexo e mexe nos pilares das sociedades latinas e seu famigerado coronelismo.

Aqui o espectador não fica tão perdido quanto em Memórias de um Assassino, mas a sensação de incapacidade dos protagonistas diante do dilema proposto na trama é idêntico. Tem algo muito podre acontecendo naquela cidade, mas o velho costume ditatorial não permite que a verdade venha à tona. E quando ela vem, apenas o peão é sacrificado no tabuleiro. O rei permanece de pé.

Sujo, árido e amargo, Pecados Antigos, Longas Sombras ainda nos reserva uma discussão filosófica inteligente sobre como conviver com a maldade nos tempos atuais. Ele está do seu lado, mas você precisa conviver. Afastá-lo pode até ser pior. Na trama, para achar o verdadeiro criminoso os policiais tiveram que fingir que não existia uma rota de tráfico de drogas na região. Mas e se o seu parceiro fosse um torturador, o que você faria? Pecados Antigos, Longas Sombras deixa muito mais perguntas do que respostas e eu adoro filmes assim.

Ps.: As imagens áreas dos pântanos, creio realizada com drones, são das mais lindas que vi na telona em toda minha vida de cinéfilo.



Pecados Antigos, Longas Sombras (2014)
Direção: Alberto Rodríguez
http://www.imdb.com/title/tt3253930/

  Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-


Tecnologia do Blogger.